segunda-feira, 9 de maio de 2016

BANHO DOS BEBÊS NO INVERNO PEDE MAIS ATENÇÃO DAS MÃES.
Quando o inverno chega, a hora do banho é prorrogada até o último minuto. Sentimos frio só de pensar em se despir. E depois, com o banho terminado, não temos vontade de deixar o chuveiro por nada. O frio demanda uma preparação maior para o banho mesmo. Mas, se para os adultos é assim, imagine para os bebês. 
"O banho do bebê precisa ser um momento de segurança e prazer tanto para a criança como para a mãe. No frio, as mães precisam prestar mais atenção com relação a preparação do ambiente para não haver desconforto. Para evitar que a hora do banho seja um facilitador para que seu bebê tenha problemas típicos do inverno, como gripes e resfriados, preste atenção nas dicas a seguir: 
A hora do banho é a mãe que define de acordo com sua disponibilidade de horário. No entanto, alguns pontos precisam ser considerados. É importante que a criança não seja banhada depois de ter sido alimentada para evitar que ela fique enjoada ou com mal-estar. "Após a amamentação, a mãe deve esperar no mínimo duas horas para dar banho no bebê". Em dias de inverno, evite banhar a criança nos períodos da manhã e da noite, pois são os momentos de temperatura mais baixa e, portanto, o impacto da baixa temperatura no corpo da criança será maior. "O ideal é que o banho seja realizado no começo ou no meio da tarde".
Uma vez escolhida a hora do banho, a temperatura da água precisa ser muito bem ajustada. "Com o frio do inverno, as mães têm tendência de preparar a banheira com água superaquecida, porém, isso pode ressacar a pele do bebê. O ideal é manter a água morninha, levemente quente. Para saber se a água está morna, mergulhe na água a parte de dentro do antebraço. Como nessa região do corpo, a pele é mais fininha, você vai sentir se a temperatura estiver boa. Se a temperatura da água estiver mais quente que o ideal, a pele do bebê te dará os sinais, ficando vermelha. 
Outro ponto, que pode parecer meio estranho por causa de nossa cultura, mas que é muito viável, é que, nos dias muito frios, os bebês não precisam tomar banho diariamente. "A mãe pode optar pela higienização das dobras, com um algodão, sabonete e água morna. Esta higienização deve ser feita por etapas, tirando uma peça de roupa de cada vez e vestindo logo em seguida a peça nova, para evitar que o bebê fique em contato com a friagem." 
Deixar o lugar bem aquecido é fundamental para evitar que a criança leve um choque de ar frio, após a saída do banho. A especialista do Hospital São Paulo atenta para a necessidade de a mãe aquecer o ambiente em que a criança será higienizada ou vestida. "Fechar todas as portas e janelas é fundamental. Se a mãe tiver um aquecedor de ambiente deve usá-lo para esquentar o quarto (ou o banheiro). Deixá-lo dez minutos ligado antes do banho, já é suficiente para esquentar o ar".
Além disso, a mãe deve manter a roupa que a criança irá vestir por perto. "A roupinha não deve ficar no banheiro porque pode ficar úmida. Mas é bom que ela já esteja separada, para evitar que a criança não fique muito exposta. Quando o banho for finalizado, a mãe deve enrolar bem o bebê rapidamente na toalha (que deve ser macia) para colocar a roupinha."
_________________________________________________________________________

A Mega Loja do Bebê nossa loja virtual já enviou milhares  de kit berço e enxovais de bebê para todo Brasil. Procuramos proporcionar a nossos clientes segurança, tranquilidade e confiança nesse momento tão especial que é a escolha do enxoval do bebê. Nossa forma de trabalho é diferenciada, fazemos o máximo possível para que a sua experiência de compra em nossa loja virtual seja mais parecida como comprar em uma loja física. 

sexta-feira, 6 de maio de 2016


A Mega Loja do Bebê quer presentear você Mamãe.

VALE PRESENTE R$200,00 - SORTEIO DIA 09/05

Mamães é o seguinte sabemos o quanto o dia das mães é importante para cada uma de nós, mas acreditamos que o 1º dia das mães deve ser muito mais especial e marcante. Por isso queremos PRESENTEAR VOCÊ que é mamãe de primeira viagem com um VALE PRESENTE no valor de R$200,00.
Isso mesmo, para participar é fácil, basta curtir e compartilhar.
Vamos lá, quanto mais curtir e compartilhar mais chances de ganhar.
Fiquem ligados em nosso Facebook, postaremos aqui o vídeo do sorteio.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Uma mulher chamada Ana foi renovar sua carteira de motorista.

Pediram-lhe para informar qual era sua profissão.

Ela hesitou, sem saber como se classificar.

"O que eu pergunto é se tem algum trabalho", insistiu o funcionário.

"Claro que tenho um trabalho" exclamou Ana. "Sou mãe!"

"Nós não consideramos mãe um trabalho. Vou colocar dona de casa", disse o funcionário friamente.

Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que me encontrei em situação idêntica. 

A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante.

"Qual é a sua ocupação?" perguntou.

Não sei o que me fez dizer isto. As palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora: 
"Sou Doutora em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas."

A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar pra o ar, e olhou-me como quem diz que não ouviu bem.

Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas.

Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial.
"Posso perguntar" disse-me ela com novo interesse "o que faz exatamente?"

Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me responder: "Desenvolvo um programa de longo prazo (qualquer mãe faz isso), em laboratório e no campo experimental (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa).

Sou responsável por uma equipe (minha família), e já recebi quatro projetos (todas meninas).

Trabalho em regime de dedicação exclusiva (alguma mulher discorda?).

O grau de exigência é a nível de 14 horas por dia (para não dizer 24)"

Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária, que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente abriu-me a porta.

Quando cheguei em casa, com o título da minha carreira erguido, fui recebida pela minha equipe: uma com 13 anos, outra com 7 e outra com

Do andar de cima, pude ouvir meu novo experimento - um bebê de seis meses - testando uma nova tonalidade de voz.

Senti-me triunfante!

Maternidade... que carreira gloriosa!

Assim, as avós deviam ser chamadas Doutora-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas, as bisavós Doutora-Executiva-Sênior em Desenvolvimento Infantil e em Relações Humanas e as tias Doutora-Assistente.


Uma homenagem carinhosa a todas as mulheres, mães, esposas, amigas, companheiras, Doutoras na Arte de Fazer a Vida Melhor!
_________________________________________________________________________
Mamães e gestantes...sabe quando vocês rodam toda a internet procurando uma loja virtual que venda enxovais para  bebê bem baratinho e só encontra roupinhas muito caras? E quando a gestante deseja encontrar todo o enxoval para o bebê em um lugar só e não consegue achar essa bendita loja! Pensando nisso a Mega Loja do Bebê decidiu juntar tudo em um lugar só. Nossa loja 100% virtual vende para todo o Brasil sempre com o melhor preço e condições de parcelamento. Vendemos a linha completa de enxovais para bebê; kit berço, kit cama babá, cortinas, mosquiteiros, móveis e decoração para o quarto de bebê, além de macacões, bodys, conjuntos e muito mais. Tudo isso em tempo record.



quarta-feira, 4 de maio de 2016

SER MÃE É.
Nunca mais dormir até tarde; (e não ficar chateada com isso)
Levantar de madrugada para alimentar um bebê faminto; (e achar lindo aquele serzinho mamando)
Acordar assustada, com um choro estridente; (e ganhar um sorriso maravilhoso ao chegar ao berço)
Ficar com o coração partido com o furinho, para o exame do pezinho; (mesmo sabendo que é preciso)
Ficar com o coração ainda mais partido, cada vez de tomar uma vacina; (e saber que isso é para o bem dele)
Atender ao telefone e a pessoa do outro lado perguntar se o bebê está bem e nem lembrar de você, mesmo que essa pessoa seja sua própria mãe; (isso acontece todos os dias e você fica feliz, porque tem gente se preocupando com seu pequeno)
Trocar seu perfume preferido por uma boa golfada; (e não se importar com o cheiro de azedo) Ficar com a roupa, repleta de “bolinhas” por carregar o bebê no colo; (e se deciliar porque agora seus braços estão abraçando seu tesouro)
Ensinar o pequeno a engatinhar, mandar beijo e dar tchau; (e amar poder participar do desenvolvimento dele)
É dar a papinha pacientemente, e o bebê se lembrar de fazer um bruuuuuuuuuuu (famoso caminhão) quando está com a boquinha cheia; (e achar aquela meleca, engraçada)
É perder todo o seu espaço no porta malas do carro; (e adorar ter que montar e desmontar o enorme carrinho)
É gastar a maior parte do seu dinheiro com fraldas, papinhas, brinquedos e roupinhas novas; (e ficar feliz, sem se lembrar de comprar aquele sapato novo para você mesma)
É ter que sair para trabalhar e ficar com o coração apertado: (e saber que na volta você terá alguém sorrindo e feliz por sua chegada)
É saber que existe um amor muito maior do que qualquer coisa que você já sentiu; (amor incondicional, entre mãe e filho)
É ser anjo e leoa … Ser mãe é … Saber esperar o tempo de Deus (como isso é difícil de entender), saber que Ele NUNCA erra.
Saber que seu filho será preparado por Ele com todo amor e carinho e do jeitinho que você pediu (muitas vezes melhor do que você poderia imaginar).
É esperar por muitos anos para viver esses momentos e ver que cada segundo da espera valeu a pena.
Saber que é preciso ter fé, acreditar que um dia a felicidade completa chegará, e que você será plena e realizada.

Ser mãe é tudo de bom …

segunda-feira, 2 de maio de 2016

A ORIGEM DO DIA DAS MÃES
A mais antiga comemoração dos dias das mães é mitológica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses.
O próximo registro está no início do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães. Era chamado de "Mothering Day", fato que deu origem ao "mothering cake", um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.

Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Júlia Ward Howe, autora de "O Hino de Batalha da República".
Mas foi outra americana, Ana Jarvis, no Estado da Virgínia Ocidental, que iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Em 1905 Ana, filha de pastores, perdeu sua mãe e entrou em grande depressão. Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a idéia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa. Ana quis que a festa fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas, com um dia em que todas as crianças se lembrassem e homenageassem suas mães. A idéia era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais.
Durante três anos seguidos, Anna lutou para que fosse criado o Dia das Mães. A primeira celebração oficial aconteceu somente em 26 de abril de 1910, quando o governador de Virgínia Ocidental, William E. Glasscock, incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas daquele estado. Rapidamente, outros estados norte-americanos aderiram à comemoração.
Finalmente, em 1914, o então presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson (1913-1921), unificou a celebração em todos os estados, estabelecendo que o Dia Nacional das Mães deveria ser comemorado sempre no segundo domingo de maio. A sugestão foi da própria Anna Jarvis. Em breve tempo, mais de 40 países adotaram a data.
No Brasil
O primeiro Dia das Mães brasileiro foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo de maio. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.
_________________________________________________________________________
Desde 2012 a Mega Loja do Bebe já enviou milhares de roupas de bebês e enxovais para todo Brasil. Nos dedicamos em vender roupas de bebê e enxovais com melhor preço da internet. A Mega Loja do Bebe é especializada em macacões, bodies, mijões, bolsas de maternidade, kit de berço e muito mais. Procuramos proporcionar a nossos clientes segurança, tranquilidade e confiança nesse momento tão especial que é a escolha do enxoval do bebê ou comprar as roupinhas que seu filho vai usar. Nossa forma de trabalho é diferenciada, fazemos o máximo possível para que a sua experiencia de compra em nossa loja virtual seja mais parecida como comprar em uma loja física.  
Nesta semana que antecede o dia da Mães a Mega Loja do Bebê está com várias promoções exclusiva,ente para as futuras Mamães, é só dar uma olhadinha em nosso site e conferir.